Bem vindo...
Fiz esse blog pra ajudar a mim e outros que muitas vezes querem boas dicas e não sabem onde procurar. Então resolvi juntar as melhores que encontro e dividi - las por assunto, assim quando precisar procuro num só lugar.
No lado direito do blog tem as postagens divididas por assunto, veja se acha o que procura, se não encontrou deixe um comentário pedindo, farei o possível pra achar algo que ajude. Ah, não esquece de participar da enquete...
Boa leitura!!!!

23 de fevereiro de 2011

A comida e os sentimentos...

Alguns alimentos têm o poder de estimular substâncias em nosso organismo responsáveis por regular nosso estado de animo.

Deixe o mau humor de lado e confira as dicas:


DOCES: A ingestão de carboidratos simples, ou doces, massas em geral fazem com que o corpo libere mais triptofano no cérebro, onde ele será transformado em serotonina (neurotransmissor bastante conhecido como "substância relaxante").





VERDURAS ESCURAS: Os vegetais de folhas verdes e algumas leguminosas são fontes de ácido fólico, um potente antidepressivo. Esse nutriente, quando reduzido no organismo, pode baixar os níveis cerebrais de serotonina. 

 


CARNES, CEREAIS: São fonte de vitamina B6 que atuam no humor da mesma forma que o ácido fólico.






PEIXES: Os frutos do mar também podem melhorar o humor, pois possuem um alto teor de selênio, mineral que reduzido em muita quantidade em nosso organismo pode causar depressão.




NÃO ESQUEÇA: Consulte a Nutricionista para adequar as quantidades recomendadas.
Cuidado com a RA...

por Dra. Gabrieli Comachio

21 de fevereiro de 2011

Dicas para deixar suas saladas mais gostosas.

Componentes mais do que indispensáveis em qualquer tipo de salada, os molhos, temperos e ervas enchem o prato de sabor e dão aquele colorido todo especial à comida.

Salada faz um bem enorme à saúde.

 "Escolha a salada de sua preferência e coma à vontade. As folhas apresentam baixíssima quantidade calórica devido à elevada quantidade de água. Além disso, por ser rico em fibras, o prato dará maior saciedade, evitando que cometa algum excesso entre as refeições. Porém, cuidado com os molhos. Prefira os mais leves à base de iogurte, azeite e outros mais saudáveis", sugere a nutricionista especialista Roberta Stella.

Confira 10 dicas para deixar sua salada ainda mais turbinada e gostosa:

Azeite: na onda das dietas ricas em gorduras do bem, o azeite faz o maior sucesso e não é por acaso: rico em vitamina E, antioxidante essencial a saúde, ele compõe o grupo das monoinsaturadas, que fazem bem para saúde do coração.
 "Muitas pesquisas têm relacionado ainda, o consumo regular do azeite a efeitos bactericidas, a efeitos analgésicos e a efeitos preventivos, em casos de fraturas e vários tipos de câncer (como os de cólon e mama)", explica a nutricionista Ellen Simone Paiva.

Molho branco: embora muito saboroso, o molho branco é extremante calórico por combinar queijo e creme de leite, por isso, ou evite consumi-lo em grande quantidade ou opte por uma versão light, substituindo os produtos mais calóricos: "Troque o creme de leite por iogurte natural e o queijo por outro mais magro, como o branco", diz Roberta.

Hortelã: refrescante e leve, combina com tomate, pepino, iogurte e abobrinha. Além de seu sabor e refrescância, é um excelente remédio para os males do estômago.
Vinagre: além de saboroso, ele tem propriedades medicinais importantes como baixo valor calórico e substâncias antioxidantes que o tornam um coadjuvante contra a hipertensão e a má digestão. Um estudo da Universidade de Michigan (EUA) sugeriu que consumir cerca de 4 colheres de chá (20 mililitros) de vinagre branco por dia reduz em 30% a resposta glicêmica do organismo,regulando os níveis de insulina no sangue.

Açafrão: o pó de cor amarelada ou avermelhada confere cor e sabor ás saladas. Cai bem misturado ao vinagrete e em molhos em geral.

Molho de iogurte: além de ser mais saudável e nutritivo, ele dá um gosto azedinho e refrescante a sua salada.
 "Opte pelo iogurte light com baixo teor de gorduras. Mais que um molho com poucas calorias, ele é uma fonte de cálcio importante e pode prevenir problemas futuros com os ossos", explica Roberta
Sugestão: ¼ de copo de iogurte natural; ½ lata de creme de leite light; Sal, pimenta do reino e orégano a gosto; 01 colher (café) de molho de soja.
Modo de Preparo: junte os ingredientes do molho. Bata por 5 minutos. Tempere a salada. Sirva gelada. Calorias: 39 Kcal.

Páprica: é o pó que se extrai da pimenta ou do pimentão desidratado, conferindo um toque apimentado às saladas.

Salsinha: "a salsinha é rica em vitaminas A e C. Ela é ótima para aliviar dores no estômago e eliminar gases do estômago e intestino. Esta hortaliça atua nos distúrbios urinários por ser um diurético natural, que ajuda os vasos sanguíneos a eliminarem o excesso de líquido", continua o chef.

Limão: Na hora de temperar, dê preferência ao azeite (no máximo duas colheres de sopa) e ao limão. Segundo Carolina, a fruta é rica em vitamina C, que ajuda na absorção de ferro. Usar o limão como tempero pode ser uma boa pedida também para quem quer perder uns quilinhos extras. Uma pesquisa divulgada no Journal Pharm Biomed Analysis em 2010 apontou que o limão facilita o metabolismo das gorduras e diminui a síntese de colesterol e de triglicérides.
Dicas tiradas do site Minha Vida


Minha boca encheu de agua com essas dicas e as fotos das saladas.
Comentário pessoal meu: nunca gostei muito de salada, mas desde que resolvi mudar meu estilo de vida e começei a RA, me obriguei a aprender a comer salada e por isso me sinto capacitada a dar essa dica as minhas amigas que não são muito fãs de salada.
Arrume um prato bem bonito e todo decorado com a salada, igual a esses que servem em restaurantes chiques que agente vêe nos filmes, tenho certeza que enchendo os olhos agente come com mais vontade.
bjs...

18 de fevereiro de 2011

Cada decote pede um acessório...

Não fique na dúvida na hora de combiná-los com a roupa! Siga à risca nossas dicas e garanta um visual equilibrado, com tudo no lugar.

Decote em V

Ele é o melhor amigo de mulheres de seios grandes e tronco curto, já que divide o volume do busto e cria uma linha alongada no colo.

· Sinal verde: cores extravivas são ótimas para quebrar a seriedade. Um brinco imponente laranja basta para enfeitar a produção.

· Sinal vermelho: evite colares coloridos ou grandes. Prefira brincos, anéis.


Frente única

Como esse decote evidencia as costas e aumenta os ombros, combine-o com calças amplas.

· Sinal verde: invista em brincões e pulseiras. E misture peças douradas com outras prateadas. Misturar ouro e prata, só se você for ousada.

· Sinal vermelho: qualquer colar vai brigar com o franzido do decote. Esqueça-o.


Com gola tipo padre

Na versão light, a gola tipo padre, pequena e em pé, aqui surge como camisa, suavizada pela abertura na frente e associada ao decote V assim, seu efeito potencializador de seios desaparece!

· Sinal verde: concentre seus esforços nos pulsos. Abuse de pulseiras coloridas de madeira ou resina, usadas em dupla.

· Sinal vermelho: como a blusa tem nervuras na gola e pespontos no decote, evite poluir o colo com colares. Exceção: correntinhas finas e pingentes superdelicados.


De um ombro só
Hit dos anos 1980, esse decote atrai a atenção para cima e desvia os olhares de eventuais bumbuns grandes e culotes teimosos. Amplia os ombros e destaca pescoço e colo.

· Sinal verde: brincos poderosos são as melhores duplas para esse decote. Se quiser ousar mais, use-o de um lado só, do lado em que o braço ficou descoberto, para equilibrar as informações.

· Sinal vermelho: colares e gargantilhas não entram aqui! Como o destaque do colo é o desenho geométrico do decote, nada mais deve dividir a atenção com ele.


Trespassado

Conhecido como cache-coeur (em francês, algo como “esconde coração”), ele valoriza qualquer tipo físico e vale para todas as idades.

· Sinal verde: colares compridos alongam o corpo e afinam o tronco.

· Sinal vermelho: evite combinar colar chamativo com brincos exibidos. Escolha um ou outro. Um anel complementa o pacote de acessórios. Ele não precisa ser idêntico ao colar, mas eles devem combinar.


Tomara-que-caia

Criado na década de 1940, é feminino e sensual. Mas pode se tornar um fiasco se estiver folgado. Modelos com elástico ou do tipo corselet são os que oferecem maior segurança. As gordinhas devem optar por peças mais amplas, como as com efeito blusê.

· Sinal verde: use e abuse de colares imponentes, que preencham o espaço descoberto. Cores contrastantes de colar e blusa adicionam modernidade até ao mais certinho dos looks.

· Sinal vermelho: mulheres de seios grandes ou mais cheinhas devem fugir das gargantilhas e escolher sempre colares de médios a longos.


17 de fevereiro de 2011

Compulsão Alimentar! Será que não emagreço por isso?

A compulsão alimentar

A compulsão alimentar é um transtorno alimentar comum, em que um indivíduo consome regularmente uma grande quantidade de comida de uma vez só, ou «depenica» constantemente, mesmo quando não tem fome ou se sente fisicamente desconfortável por comer tanto.
Ao contrário dos bulímicos, quem come compulsivamente não purga depois de comer em excesso, nem pratica com freqüência exercício em excesso na tentativa de queimar calorias.
A compulsão alimentar pode ocorrer em pessoas de qualquer sexo, raça, idade ou estrato socioeconômico e, como quem sofre do transtorno de compulsão alimentar aumenta com freqüência de peso ou se torna clinicamente obeso, torna-se passível de contrair uma grande variedade de doenças.

O transtorno de compulsão alimentar é habitualmente reconhecido por outros devido aos hábitos alimentares de um indivíduo, tais como:

Ingerir uma quantidade excessiva de comida, mesmo quando não tem fome;
Comer até se sentir desconfortavelmente cheio ou mesmo agoniado;
Esconder hábitos alimentares devido a vergonha ou embaraço;
● Esconder comida para episódios de voracidade;
● Esconder embalagens vazias ou caixas de alimentos e gerar lixo em excesso;
● «Depenicar» ou comer constantemente enquanto houver comida disponível;
Comer quando está sob pressão ou se sente psicologicamente diminuído/a;
Sentir-se subjugado/a, envergonhado/a e/ou culpado/a durante e/ou depois de um episódio de voracidade;
Exprimir repugnância em relação a hábitos alimentares, peso, corpo ou aparência;
● Expressar descontentamento com a aparência, peso ou auto-estima.

Não há uma cura reconhecida para o transtorno de ingestão compulsiva. Posto isto, há uma variedade de opções de tratamento que podem ser combinadas de acordo com as necessidades específicas do paciente. As opções de tratamento para o transtorno de compulsão alimentar incluem aconselhamento/terapia, aconselhamento ou terapia familiar, terapia cognitivo-comportamental (para alterar os comportamentos alimentares), freqüência de grupos de apoio ou terapia de grupo e aconselhamento e planejamento nutricional.
Habitualmente, não são usados medicamentos para tratar o transtorno de ingestão compulsiva, apesar de poderem ser usados supressores de apetite com controle médico e alguns medicamentos, como antidepressivos, para o tratamento de condições associadas.
O transtorno de compulsão alimentar é um transtorno alimentar comum, embora muitas vezes mal compreendido.


Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica

O Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica (TCAP) é um transtorno da alimentação que se caracteriza por ingestão de grande quantidade de alimento, em um período de tempo delimitado, associados à perda de controle sobre a qualidade e quantidade de comida ingerida, sentimentos de angústia subjetiva, nojo, vergonha e culpa por não ter o autocontrole sobre o alimento, conflito de convivência social e isolamento, não acompanhados de comportamentos compensatórios dirigidos para a perda de peso.
A maioria das pessoas com TCAP tem uma longa história de repetidas tentativas de fazer dietas e sentem se desesperados acerca de sua dificuldade de controle da ingestão de alimentos. Alguns continuam tentando restringir o consumo de calorias, enquanto outros abandonam quaisquer esforços de fazer dieta, em razão de fracassos repetidos. Costumam se autoavaliar, principalmente em função de seu peso e forma do corpo, e frequentemente apontam “traços” de personalidade como baixa autoestima, perfeccionismo, impulsividade, pensamentos dicotômicos (do tipo “tudo ou nada”, ou seja, total controle ou total descontrole). Evidenciam maior comprometimento no trabalho e nas relações sociais e apresentam sofrimento relativo a esse comportamento recorrente, tendo sua vida pessoal comprometida em virtude dessa enfermidade.
          Devido à condição multifatorial do TCAP, o tratamento deve basear se na avaliação médica e deve ser abordada por uma equipe multidisciplinar, com a equipe mínima composta por médico, psicólogo e nutricionista. Para pacientes com TCAP sem associação com outros transtornos psiquiátricos, como quadros depressivos e/ou ansiosos, ou comorbidades clínicas (obesidade, diabetes mellitus, hipertensão, entre outros), o tratamento de escolha é o psicoterápico.
          O tratamento deve ser dirigido para a diminuição e remissão dos episódios de compulsão alimentar e o restabelecimento das atitudes alimentares e a melhora da relação com os alimentos e com o corpo.



www.ilafox.com


Obs: em negrito foram as coisas que me identifiquei...

16 de fevereiro de 2011

Ginástica para quem odeia ginástica

MENOS TEMPO MAIS ESFORÇO, TREINAMENTO DAS ESTRELAS.

Quem não tem tempo ou não gosta de passar horas na academia, mas quer ficar em forma deve investir em duas máquinas poderosas: POWER PLATE -  Foi recriado na Holanda, com base em protótipos desenvolvidos na antiga União Soviética para treinamento de astronautas, e é o queridinho da cantora Madonna. Promete transformar o corpo rapidamente: a pessoa se exercita durante 15 minutos e garante os mesmos resultados de uma hora de malhação pesada nos aparelhos convencionais. De pé, sentada ou deitada sobre uma plataforma, que vibra em várias direções, pode-se fazer ginástica localizada, agachamentos e abdominais. "Há ainda uma função massageadora, que ajuda a eliminar toxinas", afirma Luciana Affonso, fisioterapeuta da Clínica Heloísa Rocha, em São Paulo. Você pode usar o Power Plate na academia, na clínica de estética (em média dez sessões, dia sim, dia não) ou em casa, pois há versões menores da máquina. O preço do aparelho residencial é salgado: 16 mil reais. São indicadas no mínimo 16 sessões, três vezes por semana.

Power Plate - 200 calorias em 12 minutos
A sensação do momento em aparelhos que fazem "milagres" pela boa forma é o Power Plate. Tanto alarde deve ser creditado às celebridades que usam e dão uma ajuda danada na divulgação. Madonna tem um em casa, a atriz Hillary Swank usa, Sting e o The Police recomendam e Clint Eastwood adora.

Afinal, o que é Power Plate?
A técnica da vibração, que foi desenvolvida na década de 60 para ajudar astronautas russos a se recuperarem dos efeitos da falta de gravidade, atua sobre o corpo por meio de rápidas contrações musculares. Foi a partir dessa atuação que foi idealizado o Power Plate.
O aparelho propõe uma queima de 200 calorias em 12 minutos, por meio de uma plataforma vibratória onde são realizados programas para ginástica e fisioterapia, além de massagens estéticas e relaxantes.
Entre os inúmeros benefícios, ele proporciona o fortalecimento, enrijecimento, flexibilidade, aumento da massa muscular e auxilia no combate à celulite. As vibrações do Power Plate oferecem uma micromassagem nos nódulos de celulite, o que melhora a circulação sangüínea local e ajuda na quebra desses nódulos de gordura, melhorando a aparência da pele.
A eficiência, comprovada por estudos feitos pela American College of Sports Medicine, tem seu preço. O aparelho custa a bagatela de R$ 32 mil reais.
Existem três modelos do aparelho no mercado, que vão do mais simples ao mais sofisticado (este possui até controle remoto). O equipamento deve ser utilizado em sessões de 15 a 30 minutos por dia, três vezes por semana. Seu uso causa instabilidade no corpo humano, pois cada vibração provoca um reflexo muscular involuntário, de 25 a 50 vezes por segundo. Tudo isso com o próprio peso do corpo, ou seja, mantendo a mesma massa corporal, o que estimula a força, resistência e melhora o condicionamento físico.
No entanto, existem muitas contra-indicações para o uso do Power Plate. Pessoas com trombose, doenças cardiovasculares, tumores, inflamações agudas, enxaqueca aguda, hérnia de disco, diabetes, epilepsia, próteses nos joelhos e mulheres grávidas devem evitá-lo. Na dúvida, consulte sempre um profissional antes de praticar qualquer exercício físico.




15 de fevereiro de 2011

Elimine dez duvidas comuns sobre dietas...

Você já deve conhecer as regras gerais para emagrecer: alimentar-se de forma saudável e praticar exercícios físicos. Mas sempre existe aquela pulga atrás da orelha com algumas coisas que as pessoas dizem sobre dietas. Para eliminar boa parte dessas dúvidas, a responsável pela equipe nutricional do site Minha Vida, Roberta Stella, responde a dez das dúvidas mais frequentes de quem está tentando emagrecer.

"É sempre bom aprender um pouquinho mais, principalmente com uma especialista..."

1 - Reeducação alimentar é mesmo o único jeito de perder peso e depois manter a boa forma?
Sim. Não existe outra maneira segura para se eliminar peso e, o mais importante, mantê-lo após atingir seu objetivo. A mudança deve ser gradual, mas efetiva. Sempre pensar a longo prazo.

2 - É possível emagrecer e nunca mais voltar a engordar?
Claro que sim. A boa alimentação é um controle que todos temos que ter durante toda a vida. Quem já teve problemas com excesso de peso corre um maior risco de voltar a ganhar peso, já que atitudes alimentares inadequadas estão tão arraigadas no dia a dia que um descontrole pode ser o estopim para voltar ao ganho de peso. É importante lembrar que o cuidado com a alimentação não deve ser somente durante o emagrecimento, mas, após atingir o peso desejado, deve-se trabalhar para controlá-lo.

3 - Para reduzir quilos, é necessário fazer poucas refeições?
Evidentemente, se forem realizadas poucas refeições durante o dia, a quantidade de calorias do dia será baixa, o que levará à redução de peso. Entretanto, uma restrição excessiva irá prejudicar o emagrecimento futuramente, já que a tendência é a da redução do metabolismo. Agora, para mantê-lo sempre ativo, é necessário fazer as três refeições principais e dois pequenos lanches entre elas, respeitando a quantidade de calorias indicadas para que o emagrecimento comece.

4 - Comer à noite engorda?
Não. O que faz com que haja o ganho de peso é a quantidade calorias maior do que a necessidade. Se as calorias estiverem adequadas para que não haja o ganho de peso e os alimentos estiverem bem distribuídos, fazer uma refeição à noite será indicado

5 - Salada ingere-se antes, durante ou depois?
A salada deve abrir a refeições. Isso porque ela dá maior sensação de saciedade, já que é rica em fibras e água. Por conter baixas calorias, ela pode ser consumida em maior quantidade. Após ingerir a salada, passa-se para os pratos quentes. Entretanto, é importante ressaltar que, muitas vezes, todo o prato é feito de uma vez, por exemplo, em um restaurante por quilo. O importante é reservar meio prato para as verduras e legumes e, o restante, fica para os acompanhamento e carne.

6 - Frutas, verduras e legumes são alimentos liberados na dieta?
Não. Excesso de frutas e legumes pode prejudicar o emagrecimento. Por exemplo, há pessoas que consomem suco de frutas ao invés de água sem perceber que frutas também têm calorias e, em excesso, podem prejudicar o objetivo final. Todos os nutrientes possuem uma recomendação e, por isso, é necessário ter equilíbrio para não ultrapassar a quantidade recomendada.

7 - Beber água durante as refeições faz o ponteiro da balança subir?
Água não contém calorias e, portanto, não engorda. Durante as refeições é indicada a ingestão de um copo médio (250 ml). A água (pode ser outra bebida como sucos naturais) irá ajudar a umedecer os alimentos facilitando a digestão deles. Em excesso, o líquido irá diluir o ácido gástrico, o que prejudicaria o processo digestivo.

8 - É mesmo necessário beber dois litros de água por dia?
A indicação é para que não se espere sentir sede para beber água. Os alimentos como verduras, legumes e frutas são ricos em água. Por isso, dois litros para uma pessoa pode ser excessivo enquanto para outra é necessário.

O importante é ter uma garrafinha de água sempre por perto e beber pequenos goles frequentemente. De um a dois litros por dia é a quantidade indicada.

9 - Chá verde emagrece?
Não. O chá verde é rico em antioxidantes que protegem contra o envelhecimento celular. Ele é conhecido também por acelerar o metabolismo e, consequentemente, queimar mais calorias. Entretanto, esse efeito, conhecido como termogênese, é encontrado em todos os alimentos, já que, para metabolizar, são gastas calorias com a digestão e absorção de nutrientes. Essa aceleração no metabolismo não é suficiente para o emagrecimento ocorrer apenas pela ingestão do chá. A alimentação deverá sofrer modificações para que haja a eliminação de peso.

10 - Quando envelhecemos, ganhamos peso?
Sim, conforme a idade avança, há a perda de músculo, o tecido ativo do corpo que faz com que haja queima de calorias. Dessa maneira, é importante manter uma rotina de atividades físicas e ter uma alimentação adequada para que o peso se mantenha dentro do adequado evitando, assim, o ganho de quilos com o avanço da idade.

Bjsssss

14 de fevereiro de 2011

Conheça sete mitos e verdades que permanecem como pulga atrás da orelha de quem está em processo de emagrecimento.

As regras gerais para quem quer perder peso não são misteriosas: alimentar-se de forma saudável, várias vezes ao dia, aprender a controlar os impulsos e praticar exercícios físicos. Porém, dúvidas sempre aparecem quando conversamos e trocamos experiências com outras pessoas sobre dietas. Para eliminar parte dessas questões, conheça sete mitos e verdades que permanecem como pulga atrás da orelha de quem está em processo de emagrecimento:

1 -
O leite desnatado tem menos cálcio em relação ao integral? 
   Mito. O leite desnatado indica que ele tem menos gorduras em relação ao integral. Por apresentar menor teor de gorduras, o leite desnatado apresenta menos calorias. Dessa maneira, para ter uma alimentação mais saudável, controlando a quantidade de gorduras saturadas, de colesterol e de calorias, é melhor optar pela versão desnatada.


2 - As gorduras fornecem mais calorias ao alimento?
Verdade. Os nutrientes que fornecem calorias ao alimento são os macronutrientes. Eles são os carboidratos, proteínas e gorduras. Cada grama de carboidratos ou proteínas fornece 4 calorias. Já as gorduras apresentam, por grama, 9 calorias, sendo as mais calóricas entre o grupo.

3 - Cem gramas de maçã podem ter a mesma quantidade de calorias que 10 gramas de chocolate?
Verdade. A maçã apresenta maior quantidade de água, o que "dilui" os nutrientes. No chocolate, os nutrientes estão mais concentrados. Portanto, é mais saudável optar por alimentos ricos em água. Eles podem ser legumes, verduras e frutas. Por serem menos calóricos, podem ser ingeridos em maior quantidade, dando a sensação de saciedade.

4 - Comer carboidratos à noite engorda?
Mito. As calorias dos carboidratos são iguais as das proteínas ou das gorduras e o que provoca o ganho de peso é o excesso de calorias. Por isso, os carboidratos ingeridos à noite não podem ser os culpados pelos quilinhos extras ou pela dificuldade em emagrecer, mas, sim, a quantidade deles. Por isso, aposte nos alimentos com carboidratos complexos. Eles estão presentes nos alimentos integrais (arroz, farinha, aveia), nas verduras, legumes e frutas. 
Este grupo ajuda a aumentar a glicemia lentamente, fazendo com que a fome demore mais a aparecer. Também é bom evitar os alimentos ricos em carboidratos e que apresentam baixa quantidade de água, como massa, pães e bolos.

5 - Pular refeições é uma boa forma de emagrecer?
Mito. Quando pulamos refeições, permanecemos em jejum por muito tempo, o que pode interferir na perda de peso. No entanto, um dos problemas pode aparecer na próxima refeição, pois a fome aumenta e nos impede de sermos seletivos em nossas escolhas. Outro detalhe: o ritmo do organismo acostumado a permanecer em jejum também muda e desacelera, o que pode prejudicar a queima de calorias dos alimentos ingeridos.

6 - Sopa de repolho e suco de limão queimam gordura e aceleram o emagrecimento?
Mito. Todo alimento que será metabolizado pelo organismo causa um gasto energético, mas isso não causa perda de peso. Não há alimentos que queimam gorduras.
O efeito das sopas na perda de peso deve-se ao fato de serem refeições pouco calóricas. No entanto, é preciso ter cuidado: elas são alimentos de absorção muito rápida, que não saciam por completo, podendo resultar na sensação de fome antes mesmo da próxima refeição.

7 - Comer carne vermelha é ruim para a saúde e torna mais difícil a perda de peso?
Mito. A carne vermelha é um alimento muito importante para a nossa saúde, pois contém ferro que pode ser facilmente absorvido. Não há alimento ruim, há dieta mal feita.

Por isso, ao comer carne, é preciso se atentar à quantidade de gordura de cada alimento. Prefira as carnes mais magras. As que contém muita gordura tendem a ser muito calóricas e podem interferir no mau colesterol (LDL).

11 de fevereiro de 2011

Esmalte com efeito quebrado.



Já usou esmaltes com efeito craquelado nas unhas?

Duas marcas nacionais lançaram ao todo 23 cores que dão o acabamento quebrado que anda em alta: a Big Universo e a Rivka Cosméticos.



A primeira, que pertence a Orion Cosméticos, mostra três tons – Magma (vermelho), Vulcano (preto) e Iceberg (branco) – que já estão nas lojas do Brasil todo com o preço de R$ 6, cada vidrinho.



Já na Rivka, são 20 opções de coberturas craqueladas que custam R$ 14 .



Lembrando que, para obter o aspecto craquelado, é preciso primeiro passar um esmalte de cor sólida (pode ser de qualquer marca), deixar secar e, em seguida, aplicar  uma camada fina de um com acabamento craquelado. Em instantes, o esmalte se quebra em pedacinhos, gerando o aspecto “rachado”.
Quem não gostar das unhas foscas, pode passar ainda uma camada de brilho para finalizar.

http://www.ojornalweb.com

Esmaltes perolados e metalizados vão invadir o inverno 2011.

Esmaltes alegres e em tom pastel dão espaço aos perolados e metalizados no inverno 2011.

 As cores escuras voltam com tudo para a temporada mais fria do ano – e o brilho discreto promete ser a principal atração. Inspirados na estética militar vintage, os novos vidrinhos da Impala levam o nome do SPFW e foram lançados no evento.

Os perolados “Vermelho de Guerra” e “Metal Glam” (cinza) e os cremosos “Azul Aviador” e “Verde Militar” compõem a coleção que chega ao mercado em fevereiro – por R$3,90 a unidade. Mas a grande novidade fica por conta do “Na Mira 3D”, o esmalte tridimensional cria diversos efeitos ao ser misturado com outras cores.
Ainda durante a semana de moda paulistana, o estilista Reinaldo Lourenço adiantou detalhes de sua nova linha de esmaltes. Sem os nomes definidos, os vidrinhos foram apresentados apenas para dar um gostinho do que vem por aí. Entre vinho, azul e dourado, as cores serão, em sua grande maioria, peroladas. A cobertura fosca acompanhará o kit. O lançamento está previsto para o primeiro semestre deste ano.


Já a Risqué lança a edição especial Sweet Rock’n Roll, assinada pela top model Isabeli Fontana. As cinco cores fortes e escuras também não deixarão de lado o leve brilho metalizado: “Azulcreination” (azul), “Isabeli” (berinjela) , “Psico” (roxo), “Rock’n Roll” (prata) e “Tatto” (cinza chumbo) – todas criadas pela modelo, inclusive o predileto, que leva o seu nome. Um glitter furta-cor também acompanha o kit para ser usado combinando com outros tons.

Inspirada nos desfiles que acompanhou pelo mundo, a top participou de toda escolha da marca e ainda se declarou uma apaixonada por esmaltes. “A ideia inicial era criar esmaltes flúo, mas a equipe confiou em mim. Agora gosto de cores fortes e metalizadas e mudo a mão de três em três dias. Eu mesma faço”, conta a modelo. A novidade está prevista para fevereiro e deve custar R$2,90 a unidade.

http://www.ojornalweb.com

Use decotes a seu favor e chame atenção aos pontos fortes

Conheça o corte adequado para cada ocasião e o que se adapta às suas necessidades.


Ele faz toda a diferença em uma produção. Dependendo do modelo, o decote pode transmitir impressões e imagens distintas. Saiba usá-lo a seu favor, valorizando seus pontos fortes e camuflando aqueles que considera menos atraentes. Favoreça o visual desejado brincando com os cortes:

Decote canoa

Canoa
Sinônimo de elegância, ele faz os ombros parecerem maiores e é recomendado para mulheres de seios pequenos e quadris largos, que queiram equilibrar a silhueta. Por outro lado, "decotes redondos, não muito profundos, disfarçam o excesso de busto", indica a consultora de moda Ângela Valieira. Combinado com mangas, o corte deixa o visual despojado para festas informais. Colares compridos são o complemento perfeito, pois alongam o visual. 


Decote quadrado


Quadrado
Por valorizar a região do colo e pescoço e ainda oferecer bastante sustentação, o modelo é indicado a quem tem seios grandes. Um truque para mulheres que têm busto pequeno é usar alças trabalhadas, com detalhes bordados ou babados.






Tomara que caia
Tomara que caia Muitas mulheres podem investir no tomara que caia, o segredo está no tecido. Panos soltinhos e leves favorecem quem tem pouco busto, já que não marcam. "Quem tem seios médios pode optar por tecidos mais grossos que oferecem mais estabilidade. Para as mulheres de muito seio, existem até versões com suporte especial nas laterais", explica a especialista. O modelo com alcinhas centrais que amarram no pescoço também dá mais segurança e é democrático: o detalhe suaviza a linha dos ombros, tornando-o adequado até para quem tem costas largas.




Efeito X

Efeito X
Um detalhe como o decote em X é capaz de transformar o colo de uma mulher no centro das atenções de toda a produção. Além de garantirem um acabamento elegante, faixas cruzadas propiciam mais segurança para seios fartos que o decote tomara que caia. Mas como o efeito é ousado, evite se seu sutiã for tamanho GG e abra mão de acessórios chamativos ou outros atrevimentos no resto da produção


Em gota




Em gota
Bem ousado, ele é um parceiro clássico do vestido longo. O detalhe, um vão que pode ser mais ou menos aberto, exige curvas em forma e seios na medida para não escapar.






Decote coração

Coração
O mais romântico dos decotes é cortado em duas curvas que lembram a parte de cima de um coração. É conhecido também por meia-taça, podendo ser com ou sem alças. O formato côncavo costuma chamar um pouco mais de atenção que o quadrado. Então, caso tenha seios grandes, observe-se bem em frente ao espelho para se sentir segura.


Decote em V
Decote em V
O corte é certeiro para alongar tronco e pescoço, já que aumenta a distância entre colo e queixo. Democrático, pois valoriza qualquer tipo de seio, ele também desvia a atenção dos ombros e quadris largos. O cuidado deve ficar apenas para a hora de escolher a profundidade adequada a cada idade e ocasião. Se você tem seios fartos, tente não colocá-los numa armadilha: "uma dica é usar uma blusa de decote quadrado por baixo, criando uma linha reta que dá mais segurança", ensina Ângela. Nos vestidos, o recorte geométrico favorece as mulheres de corpo em forma de triângulo invertido. 


Um ombro só


Um ombro só
Fica perfeito em mulheres com seios pequenos ou médios. As de ombros largos também podem investir nesse decote, que cria linhas diagonais e deixa a silhueta esbelta. Quem tem seios volumosos deve evitá-lo, pois ele não garante uma boa sustentação. Para ajudar, você pode optar por um sutiã tomara que caia ou usar alças adaptáveis, desde que prenda os dois lados para que fique simétrico.





Truques para seios pequenos:
- Babados, apliques e franzidos no decote criam volume na parte superior;
- Modelos transpassados, frente única ou os que trazem algum tipo de textura na área dão o mesmo efeito;
- Tomara que caia muito apertado ou de tecido muito grosso pode achatar ainda mais o busto.

Dicas para seios grandes:
- Fuja da frente única. Ela é difícil de usar com sutiã reforçado;
- Decote suavemente franzido protege o colo e delineia o volume;
- Abuse de suéter ou cardigã com decote em V. As malhas também criam linhas verticais que alongam o tronco.

Entenda a importância do café da manhã.

 Ele repõe a energia gasta durante o sono e ajuda a emagrecer. 

Importância
Entre o intervalo da última refeição e a primeira do dia seguinte, há um longo período em jejum. Mas, também nesta fase, houve a queima de glicose e de glicogênio: a reação ocorre para gerar energia e manter e as funções do organismo, como circulação, respiração e batimentos cardíacos. Ao acordar, os níveis dessas substâncias estão muito baixos e precisam ser repostos. Dessa maneira, você começa o dia com disposição e dispõe de um bom rendimento nas atividades cotidianas. O café da manhã tem essa importante função de repor a energia que foi gasta durante o sono. Além disso, estudos indicam que realizar o café da manhã ajuda no controle da ingestão alimentar durante o dia, auxiliando no controle do peso.

Alimentos
Os alimentos do café da manhã fornecem energia, principalmente os carboidratos encontrados nos pães, nas frutas e nas geléias. Além disso, leite e derivados (queijo e iogurte) fornecem proteínas e cálcio (nutriente importante para a saúde dos ossos). As fibras, que trazem saciedade e melhoram o funcionamento do intestino, também são encontradas nos alimentos que fazem parte dessa refeição. 

Opções de alimentos
Ingerir os alimentos corretos na quantidade certa é importante para manter o equilíbrio nutricional e calórico da refeição, buscando saciedade e retardando a sensação de fome. Dessa maneira, optar pelos alimentos que apresentam menor teor calórico, mas que fornecem nutrientes adequados para uma boa refeição ajudará a manter a alimentação durante o dia sob controle, além de colaborar para que atinja ou mantenha o peso adequado.

Dicas tiradas do site http://www.minhavida.com.br

Todos no combate a dengue...

Dicas de postura - 01

A boa postura na hora de dormir ajuda a ter uma boa noite de sono relaxante e revigorante.

Dicas de postura - 02

Se adquirirmos hábitos saudaveis em geral, principalmente com a postura, teriamos menos dores.